Sua versão do navegador está desatualizado. Recomendamos que você atualize seu navegador para uma versão mais recente.

Jardim de Infância

O conceito de educação no jardins de infância é menos definido do que para ensino fundamental e é caracterizado pelos respectivos professores atuantes no jardim de infância e sua compreensão da criança pequena e seu desenvolvimento segundo a antroposofia.

Os elementos principais são ritmos sólidos na rotina diária, no progresso semanal e uma forte relação com as estações do ano e as comemorações. A abordagem mais importante da educação nessa fase, é a imitação.

É fazendo e criando que a criança aprende. Por esta razão, as professoras em jardins de infância estão constantemente atarefadas - com culinária, artesanato, jardinagem, costura, etc. com participação das crianças nos processos. Os brinquedos são muitas vezes oriundos da natureza e são feitos de materiais  como lã, feltro, madeira, tecido, cestas com peças coloridas, e afins. Os contos, os cânticos, os teatros de bonecos, a euritmia e o cântele fazem parte da rotina diária ou semanal.
 

As três regras de ouro:

Acolher a criança com devoção
Educá-la com amor
Dispensá-la em liberdade

"(Rudolf Steiner: GA 269, S 179)

 

Segundo a IASWECE (International Association for Steiner/Waldorf Early Childhood) há fatores que diferem de um jardim de infância Waldorf para outro, como tamanho do grupo, faixa etária, o envolvimento profissional, a cultura local, possibilidades geográficas, etc. Porém há princípios educacionais presentes em todos os jardins de infância conduzidos com pedagogia Waldorf. Alguns deles são:

 

Interesse com amor e aceitação de cada criança.

Oportunidades para a brincadeira auto-iniciada com materiais de brincar simples como atividade essencial para as crianças pequenas. Este é o trabalho a criança pequena e torna possível para elas digerir e compreender as suas experiências.

 

Ter a consciência de que as crianças aprendem através da imitação, através da experiência de diversas impressões sensoriais, e através do movimento. Sua inclinação natural é de explorar ativamente o seu ambiente físico e social. Os arredores oferecem limites, estrutura e proteção, bem como a possibilidade de assumir riscos e enfrentar desafios. 

 

Um foco em experiências reais, em vez de virtuais para apoiar a criança em formar uma relação saudável para com o mundo.

 

As atividades artísticas como contação de histórias, música, desenho e pintura, jogos rítmicos, e modelagem que promovam o desenvolvimento saudável da imaginação e criatividade.

 

Trabalho prático com significado, como cozinhar, assar, jardinagem, trabalhos manuais e atividade domésticas que fornecem oportunidades para desenvolver o desdobramento de capacidades humanas. Aqui, a ênfase é sobre os processos da vida em vez de nos resultados de aprendizagem.

 

 

Nesta primeira etapa da educação as atividades oferecidas buscam desenvolver os sentidos de maneira verdadeira e instigar a percepção, a imaginação, a ação e a transformação.

 

Observamos e brincamos com os elementos da natureza (ar, água, terra e fogo), passamos bastante tempo no quintal e os materiais pedagógicos são sempre naturais (brinquedos de madeira, tecido, lã de carneiro, giz e massinha de cera de abelha e tintas com pigmentos naturais).

 

O ano letivo é dividido em épocas, unidades de 3 a 4 semanas, que acompanham as estações do ano e as quatro festas anuais correspondentes. Assim, com um ritmo diário bem equilibrado, a criança vai desenvolvendo com segurança o sentido de tempo, da preparação à realização.

 

Educação Infantil:

  • Maternal 
  • Jardim de Infância
Ensino Fundamental:
  • Do 1º ao 5º Ano

Política de cookies

Este site utiliza cookies para armazenar informações no seu computador.

Você aceita?